Exercício Físico na Doença Oncológica

Os estudos mostram que tanto na fases de prevenção, pré-habilitação, tolerância aos tratamentos, reabilitação e paliação, o exercício físico deve ser considerado uma medida terapêutica de suporte, com efeito benéfico.

Tal como os restantes tratamentos, a prescrição de exercício físico é benéfica quando administrada nas doses certas ou seja, de acordo com os princípios FITT – frequência, intensidade, tipo e tempo. É a junção destes que permite atingir as doses adequadas.

Deve ser efetuada por profissionais competentes, integrados em equipas multidisciplinares, com rede de suporte para resolver potenciais complicações.

Seja fisicamente ativo ser fisicamente ativo!

Deixe um comentário

Have a question?

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]