Áreas de atuação

Onde sou especializada e trabalho regularmente

Sobre esta página
Cada fase do desenvolvimento humano é marcada por alterações físicas, mentais, exigências sociais, culturais que podem ser desafiadoras e complexas. Neste sentido a Psicologia enquanto ciência possui múltiplas áreas de atuação. Conheça aqui um pouco mais especificamente cada área da minha atuação.

1.Autismo Perturbação do Espetro do Autismo Perturbação do Espetro do Autismo As Perturbações do Espetro do Autismo, são perturbações do neurodesenvolvimento que partilham entre si várias características como dificuldades na comunicação e na interação social, estando presentes também um padrão de comportamentos e interesses repetitivos, estereotipados e restritivos. O nível de desenvolvimento cognitivo e da linguagem da criança/jovem apresenta uma grande variabilidade, podendo levar a quadros clínicos com expressões e severidades diversas.

Estas perturbações afetam o modo como a criança/jovem percebe o mundo à sua volta, como se comporta, brinca, comunica e se relaciona com os outros, tendo um impacto negativo na sua vida pessoal, familiar, escolar e social.
2.Hiperatividade Perturbação de Hiperatividade com
Défice Atencional
Perturbação de Hiperatividade com Défice Atencional A criança/jovem apresentam dificuldades em orientar-se, manter a atenção nas tarefas que lhes são incumbidas, dispersando-se facilmente com estímulos extrínsecos. Assim, tendem a mudar frequentemente de atividade à medida que o foco de interesse se modifica, acabando muitas vezes, por não completar as tarefas. Em regra geral, agem por impulso e sem ponderar as consequências dos seus atos. São muitas as crianças que apresentam baixa resistência à frustração, pelo que a recompensa tem de ser imediata. Zangam-se facilmente, exageram nas respostas emocionais e afastam quem os tenta ajudar. Apresentam frequentemente uma incidência de comportamentos desagradáveis como mentir, dizer palavrões, culpar o outro pelos seus erros e, discutir com o adulto.

Os sintomas têm de ser enquadrados na idade e na fase de desenvolvimento em que a criança/jovem se encontra, bem como, nas suas condições reais de vida familiar, social e escolar, pelo que a irrequietude e agitação motora, por si só, não são indicadoras do diagnóstico. Poderão existir comorbilidades como Perturbações da Aprendizagem (Dislexia, Disortografia ou Discalculia), Perturbação de Oposição e Desafio, Perturbação da Conduta, Ansiedade, Perturbação da Coordenação Motora, Depressão, Perturbação de Tiques e Síndrome de Tourette.
3.Aprendizagem Problemas de Aprendizagem
Especificas
Problemas de Aprendizagem Específicas As Dificuldades de Aprendizagem Específicas representam a expressão de um problema de origem neurológica, caracterizadas por dificuldades nos processos psicológicos envolvidos em áreas como a leitura, a escrita, a caligrafia ou o cálculo matemático, interferindo de modo significativo em atividades quotidianas que envolvam estas componentes. Representam um obstáculo para o progresso escolar das crianças/ adolescentes e como tal, podem associar-se a problemáticas cognitivas, comportamentais, sociais e emocionais.
4.Comportamento Perturbação do Comportamento Perturbação do Comportamento As Perturbações do Comportamento Disruptivo e do Controle dos Impulsos estão relacionadas com problemas ao nível do autocontrolo das emoções e do comportamento. Manifestam-se por comportamentos que violam os direitos dos outros e/ou que colocam o indivíduo em conflito significativo com normas sociais ou com figuras de autoridade.

Esta categoria diagnóstica tende a iniciar-se na infância e na adolescência. Em situações muito raras poderão também surgir na idade adulta.
5.Espetro Perturbações do Espetro Obsessivo-
Compulsivo e Tiques
Perturbações do Espetro Obsessivo-Compulsivo e Tiques A Perturbação Obsessivo-Compulsiva carateriza-se pela presença de obsessões (pensamentos intrusivos, recorrentes) com conteúdos ligados a temas como a contaminação, a preocupação excessiva com doenças, o medo de que algo terrível aconteça a si próprio ou a pessoas próximas, pensamentos obsessivos relacionados com a aparência, superstições relacionadas com números, cores, palavras de sorte ou azar. Geram níveis de ansiedade e desconforto intensos. A consequência das obsessões são compulsões (comportamentos ou atos mentais repetitivos, que a pessoa sente que tem de fazer para reduzir a ansiedade causada pelos pensamentos obsessivos).
As compulsões podem surgir sobre várias formas tais como, lavagens repetidas ou prolongadas, evitamento de determinadas superfícies, locais, pessoas, tocar em determinados objetos ou partes do corpo, repetir frases mentalmente, colocar objetos com uma simetria. A Perturbação de Tiques e o Síndrome de Tourette estão frequentemente associados a estes sintomas.
Por outro lado, os tiques são movimentos involuntários, súbitos, rápidos, frequentes, não rítmicos e estereotipados de pequenos grupos de músculos, não se devendo a espasmos ou tremores.
Estes podem ser Tiques Motores Simples (como piscar os olhos) ou Complexos (como agredir-se a si próprio), Tiques Vocais Simples (como aclarar a garganta) ou Complexos (como coprolalia).
6.Depressivas Perturbações Depressivas Perturbações Depressivas A caraterística comum a estas perturbações é a presença tristeza e vazio, humor irritável, acompanhada de alterações somáticas e cognitivas que afetam significativamente a capacidade de funcionamento do indivíduo. O que diferencia entre as várias Perturbações Depressivas são questões relacionadas com a duração, timing ou etiologia. Assim, nesta categoria diagnóstica estão incluídas a Perturbação de Desregulação do Humor Disruptivo, Perturbação Depressiva Major, Distimia, Perturbação Disfórica Pré-Menstrual, entre outras. 7.Bipolares Perturbações Bipolares e
relacionadas
Perturbações Bipolares e relacionadas As Perturbações Bipolares e Perturbações Relacionadas distinguem-se das Perturbações Depressivas, pela ponte que estabelecem entre as duas classes diagnósticas na sintomatologia, história familiar e genética. Assim, estão incluídas nesta categoria a Perturbação Bipolar (I, II), Perturbação Ciclotímica, Perturbação Bipolar Induzida por Condição Médica, Perturbação Bipolar com outra Especificação e Perturbação Bipolar Não Especificada. São perturbações da saúde mental nas quais as alterações emocionais consistem em períodos mais ou menos prolongados de tristeza excessiva (depressão), de exaltação excessiva ou de euforia
(mania), ou ambos. A depressão e a mania representam os seus extremos opostos.
8.Ansiedade Perturbações de Ansiedade Perturbações de Ansiedade O medo é um processo adaptativo universal e inato entendido como alarme que nos protege de situações potencialmente perigosas. No decurso de um desenvolvimento adaptativo, são várias as fases em que a podemos experienciar esta emoção básica. Contudo, quando representa um estado de humor generalizado, no qual a origem da ameaça nem sempre é clara e específica, existindo antecipação do perigo prolongada e persistente falamos de ansiedade. As Perturbações de Ansiedade constituem um conjunto de entidades clínicas com maior incidência na infância e adolescência, mas quando presentes, existe probabilidade de psicopatologia ao longo da vida adulta. Estão incluídas nesta categoria a Perturbação de Ansiedade de Separação, Mutismo Seletivo, Fobia Específica, Perturbação de Ansiedade Social, Perturbação de Pânico, Agorafobia, Perturbação de Ansiedade Generalizada, Perturbação de Ansiedade Induzida por Substância, Perturbação de Ansiedade Devido a Outra Condição Médica e, Perturbação de
Ansiedade Não Especificada.
9.Trauma Perturbações relacionadas com
Trauma e Fatores de
Stress
Perturbações relacionadas com Trauma e Fatores de Stress O Stress é uma resposta do nosso organismo a um evento ou situação de pressão na nossa vida. Assim, existe uma série de componentes individuais que interferem na forma como lidamos situações geradoras de stress, tais como o contexto social e económico até à nossa predisposição genética e ambiente em que vivemos. O stress é, normalmente, decorrente de alguma experiência nova ou inesperada, e que, avaliado como excedendo os recursos que temos e os que a situação exige. São várias as patologias associadas ao stress , podendo afetar o dia a dia ao nível físico (falta de energia, dores de cabeça, tensão muscular, dores no peito, taquicardia, insónias, zumbidos, entre outros), comportamentais (como alterações do apetite, procrastinação e fuga às responsabilidades, adições várias), emocionais (como agitação interior, sentimentos de frustração, dificuldades em relaxar) e cognitivos (como preocupação constante, pensamentos desordenados, esquecimentos e desorganização, falta de concentração, dificuldade de julgamento, pessimismo).
10.Sono Perturbações de Sono/Vigílias Perturbações de Sono/Vigílias O sono é um estado neurobiológico, reversível, caracterizado por uma atividade reduzida, associada a uma postura típica (deitado de olhos fechados), que resulta numa resposta diminuída a estímulos. São várias as perturbações associadas tais como, Perturbação de Insónia, Perturbação do Despertar do sono NREM (nos quais se incluem, terrores noturnos 1/2 horas após deitar, sonambulismo) e, Perturbação de Pesadelos (fase REM, sobretudo nas primeiras horas da manhã - fim da noite). Um padrão de sono pobre em quantidade e qualidade tem consequências na saúde física, capacidades cognitivas, rendimento escolar e profissional, estabilidade emocional e autonomia, assim como no relacionamento sócio - familiar e, contribui para quadros clínicos de ansiedade e depressão e o agravamento de perturbações do desenvolvimento já existentes (por exemplo, Perturbação do Espetro do Autismo, Perturbação da Hiperatividade com Défice Atencional). 11.Eliminacao Perturbações da Eliminação Perturbações da Eliminação A Enurese e a Encoprese traduzem a falta de controlo sistemático dos esfíncteres, em locais inapropriados e após a idade em que seria expectável que este controlo existisse. Apresentam maior prevalência em rapazes e ambas poderão ser consideradas primária (quando o controlo ainda não tenha sido adquirido) ou secundária (quando a capacidade de controlar o esfíncter se deu por um período mínimo de 6 meses). Conforme a altura do dia em que ocorrem são ainda consideradas diurnas (mais comum na Enurese) ou nocturnas (mais comum na Encoprese). 12.Alimentar Perturbações do Comportamento
Alimentar
Perturbações do Comportamento Alimentar As perturbações alimentares traduzem alterações no padrão alimentar normal. A aprendizagem desses padrões ocorre na interação com a mãe, quando o bebé desenvolve preferências alimentares e atribui significado aos momentos das refeições. Nesta fase poderão ocorrer birras alimentares, recusa de certos alimentos ou, ingestão compulsiva de alimentos sem controlo. Estes comportamentos alimentares desajustados de início precoce assumem-se como fatores de risco para o desenvolvimento de uma perturbação alimentar, como Anorexia Nervosa, Bulimia Nervosa, Perturbação de Ingestão Compulsiva, Pica, Ruminação.
13.Personalidade Perturbações de Personalidade Perturbações de Personalidade As Perturbação de Personalidade representam um padrão estável de experiência interna e comportamento do indivíduo (valores motivações, interesses, aptidões, visões de si e do mundo) e que se afasta marcadamente do esperado para uma dada cultura. O início ocorre habitualmente na adolescência ou no início da idade adulta, sendo estável ao longo do tempo e podem originar mal-estar ou incapacidade. As Perturbações de Personalidade incluídas na DSM-V são: Perturbação de Personalidade Paranoide, Perturbações de Personalidade Esquizoide, Perturbações de Personalidade Esquizotípica, Perturbações de Personalidade Antissocial, Perturbações de Personalidade Borderline, Perturbações de Personalidade Histriónica, Perturbações de Personalidade Narcísica , Perturbações de Personalidade Evitante, Perturbações de Personalidade Dependente, Perturbações de Personalidade Obsessivo-Compulsiva, Perturbação de Personalidade devido a Outra Condição Médica e, Perturbação de Personalidade Não Especificada. Todas apresentam uma complexidade diagnóstica associada e expressões muitos diferentes entre si. 14.Neurocognitivas Perturbações Neurocognitivas Perturbações Neurocognitivas Estas perturbações incluem o conjunto de perturbações nas quais o défice clínico primário é na função cognitiva, podendo esse défice ser adquirido e não congénito. De acordo com o DSM-V, embora os défices cognitivos estejam presentes em muitas patologias da saúde mental. Apenas as perturbações cujas caraterísticas nucleares são cognitivas são incluídas nas 4 Perturbações Neurogognitivas. Assim, as Perturbações Neurocognitivas nas quais o défice na cognição não esteve presente desde o nascimento ou desde uma fase precoce da vida, e representam sim um declínio em relação a um nível anterior de funcionamento. São exemplo a Perturbação Neurocognitiva Major ou Ligeira (que engloba a demência), Perturbação Neurocognitiva Major ou Ligeira devido a doença de Alzheimer, Perturbação Neurocognitiva Frontotemporal Major ou Ligeira, Perturbação Neurocognitiva Major ou Ligeira com Corpos de Lewy, Perturbação Neurocognitiva Vascular Major ou Ligeira, entre outras.
Perturbação do Espetro do Autismo Perturbação de Hiperatividade com
Défice Atencional
Problemas de Aprendizagem
Especificas
Perturbações do Espetro Obsessivo-
Compulsivo e Tiques
Perturbação do Comportamento Perturbações Depressivas Perturbações Bipolares e
relacionadas
Perturbações de Ansiedade Perturbações relacionadas com
Trauma e Fatores de
Stress
Perturbações de Sono/Vigílias Perturbações da Eliminação Perturbações do Comportamento
Alimentar
Perturbações de Personalidade Perturbações Neurocognitivas
Uma conversa à medida para cada um

Conheça o tipo de consultas que realizo e como posso ajudar

Modalidades

Posso ajudar?

Contactos

Have a question?

[contact-form-7 404 "Not Found"]